Gênero não é ideologia – Paulo Henrique Queiroz

O professor Paulo Henrique Queiroz, da Faculdade de Educação da UFMG, aborda em Gênero não é ideologia a noção de gênero com foco na violência que as mulheres sofrem. Ele se apoia em dados como os que alertam para o fato de 40% das mulheres brasileiras já terem sido vítimas de violência – ou seja, 503 mulheres a cada hora sofrem um tipo de violência de gênero: xingamento, violência física e/ou psicológica, assédio sexual. Ou ainda, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada.

Nesse sentido, gênero é a capacidade que temos para repensar as relações entre homens e mulheres. Um ambiente propício para essa discussão é a escola, pois ali, meninos e meninos vivenciam e reproduzem as relações de gênero, muitas vezes de maneira estereotipada e preconceituosa. O espaço escolar deve intervir e educar na discussão sobre gênero, para tentar desfazer relações tão desiguais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s