Da lama ao caos

Foi dada a largada ao desgoverno, ao desmonte, ao retrocesso, ao atraso, ao embuste, à leviandade, ao colapso.

É até difícil apontar tanta coisa que marca os primeiros dias de ‘administração’ bolsonarista no país. Vamos tentar indicar aqui as iniciativas mais representativas da dita “nova era”. Quem tiver disposição, pode complementar nos comentários, por favor.

– Nos dois discursos feitos no dia da posse (no Congresso e no parlatório), a primeira indicação formal (de fato, um prolongamento dos discursos de campanha) de que expressões e conceitos vazios, deturpados, mal compreendidos ficarão em circulação por longo tempo, sendo utilizados à exaustão para atacar opositores como respostas a suas reclamações: “Marxismo cultural”, “ideologia de gênero”, “viés ideológico”, “direito de propriedade e da legítima defesa”, “inversão de valores”, “destruição de valores, tradições e da família”, “restabelecer padrões éticos e morais”…

– a “terrivelmente cristã” Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, nomeou Angela Gandra Martins Silva secretária Nacional da Família. A família Gandra Martins Silva é uma ilha de conservadorismo, uma família ‘terrivelmente cristã’: Yves Gandra pai é advogado e se envolveu no processo de impeachment de Dilma Rousseff ao lado da agora deputada estadual Janaína Paschoal; Yves Gandra Martins Filho é ministro do Superior Tribunal do Trabalho e é favorável a uma reforma trabalhista mais dura do que aquela feita em 2018. Angela Gandra, filha de Yves Gandra e irmã do ministro do STT, é advogada e criou a expressão “aborto jurídico” para se referir à tentativa de aprovação da descriminalização da interrupção da gravidez até a 12ª semana de gestação (caso ainda em julgamento no STF). Desnecessário afirmar que ela é contrária a qualquer forma de aborto. Ela afirma: “Pelo que percebo, o governo é bastante dialógico. Firme em convicções e valores, mas dialógico. Vai haver um acolhimento. (…) A fé não impede a convivência, o pluralismo. Neste sentido que estamos trabalhando. Não é a partir de uma convicção religiosa, mas a partir da nossa cidadania, do nosso profissionalismo e com uma abertura muito grande ao diálogo e ao pluralismo.” – Vamos checar isso!

– A ministra “terrivelmente contra a teoria de gênero” também nomeou a ex-deputada federal Eronildes Vasconcelos Carvalho, a Tia Eron (PRB-BA), como secretária de Políticas Públicas para Mulheres. Em 2016, a neopentecostal Eron compôs o grupo de deputados federais que assinou o Projeto de Decreto Legislativo 395/2016 que tentava sustar o Decreto 8.727, que autoriza o uso do nome social para travestis e transexuais. Apenas para lembrar, eis os partidos que participaram dessa trama à época: PSDB, PRB, PV, PR, PHS, PSC, PROS, DEM e PTN (alguns já com os nomes alterados hoje).

– apenas para lembrar os dois ignóbeis mantras de Damares Alves repetidos e polemizados na primeira semana de janeiro: “menina será princesa e menino será príncipe” e “menina veste rosa e menino veste azul”.

– na sexta-feira, dia 4, a primeira trombada pública: ao meio-dia, o capitão declara que assinara decreto permitindo aumento do IOF e informou que reduziria o IR; às 15:30, o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, afirmou que Bolsonaro “se confundiu”: nem o IOF aumenta, nem o IR cai!!! Às 18 horas, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, com um discurso gaguejante e tatibitate, confirmou o equívoco do capitão

– o ministro Ricardo Vélez Rodríguez nomeou para os principais cargos do Ministério da Educação, alguns de seus ex-alunos e ex-alunos de Olavo de Carvalho. Chamou a atenção para tais nomeações, a falta de experiência tanto de administração pública quanto de formação apta para o cargo dos futuros secretários. Dois exemplos: Marco Antônio Barroso Faria, ex-orientando de Rodríguez na UFJF, se tornou secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior particular – ele não tem experiência de gestão, é professor da UEMG e um ponto que atravessa seus projetos de pesquisa é a discussão entre criacionismo e darwinismo! Outro caso: Murilo Resende Ferreira, diretor de Avaliação da Educação Básica, órgão responsável pelo Enem e Saeb. Não tem nenhuma experiência na área, é doutor em Economia e chama Olavo de Carvalho de “o maior amigo”.

– o capitão nomeou para compor seu gabinete pessoal um ex-assessor do filho Carlos Bolsonaro. Trata-se de Tercio Arnaud Tomaz, responsável pelo comando da página “Bolsonaro Opressor 2.0” (que promoveu duras e descabidas à vereadora Marielle Franco após sua morte) durante a campanha eleitoral do capitão. Tercio receberá R$13 mil de salário e certamente ficará responsável pela comunicação digital do analfabeto digital Bolsonaro pai.

– Outros amigos dos filhos foram nomeados para o gabinete pessoal do pai: Filipe Garcia Martins Pereira, ex-editor do site Senso Comum e companheiro de pretensiosa viagem de Eduardo Bolsonaro aos Estados Unidos em novembro passado, e Arthur Bragança Weintraub, da equipe de campanha.

– na primeira entrevista como presidente, o capitão afirmou em seu estilo: “Falando aqui claro. Quebraram o sigilo bancário dele [Fabrício Queiroz] sem autorização judicial, cometeram um erro gravíssimo.” Coitado, fala pelos cotovelos e depois a assessoria tem que sair consertando: o banco no qual Queiroz tem conta foi autorizado judicialmente a comunicar os dados necessários para comprovar as movimentações suspeitas em 2016/2017 ao COAF.

– Paulo Guedes e Jair Bolsonaro não andam se entendendo sobre a pretendida reformada Previdência. Estão batendo cabeça para definir as novas regras. O chefe anuncia algo e o Posto Ipiranga nega na sequência. A ver os próximos capítulos…

– O poder da Funai foi esvaziado, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar (CONSEA) foi extinto, a Justiça do Trabalho está em vias de ser extinta, a ‘despetização’ dos cargos comissionados nos altos escalões (certamente para promover o que chamaram de ‘aparelhamento’ com os religiosos e os pesselistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s