Exposição da vergonha alheia

Jair Bolsonaro passou a semana hospitalizado, recuperando-se da cirurgia para desapego da bolsa de colostomia. Mas alguns de seus ministros desempenharam ótima função no papel de exibir despudoradamente ações vergonhosas, incompatíveis com o cargo em qualquer país mais sério.

1- A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, tem graduação em Direito, pela Faculdade de Direito de São Carlos, e em Pedagogia, pela Faculdade Pio Décimo. No entanto, desde pelo menos 2013 ela se apresenta publicamente como pastora, advogada, mestre em Educação, em Direito Constitucional e em Direito da Família. Insistentemente questionada pela imprensa quanto à ausência de comprovação desses três títulos de Mestrado, ela acabou declarando que não os possui formalmente, saindo pela tangente religiosa: “Diferentemente do mestre secular, que precisa ir a uma universidade para fazer mestrado, nas igrejas cristãs é chamado mestre todo aquele que é dedicado ao ensino bíblico.” Para piorar, estabelece como base a seguinte passagem de um livro do Novo Testamento e justificar seu ato: “E Ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres.” (Efésios, 4:11)

2- Uma velha história também envolvendo Damares Alves retornou à cena: a retirada de uma criança indígena de sua aldeia, aos 6 anos, sob a alegação de tratamento dentário. A menina nunca mais retornou ao local de origem e a seus familiares. Isto se passou há 14 anos, ou seja, a ‘filha adotiva’ de Damares, como é apresentada, agora tem 20 anos. Mais uma vez, para piorar as coisas, a ‘filha adotiva’ recebeu, a título de salário, R$10.441,09 líquidos, entre outubro e dezembro de 2018, da Câmara de Deputados.

3- Há uma semana o Resista! chamou a atenção para a nomeação de Gilson Machado Neto para a recém-criada Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente. No ano passado, ele havia sido multado pelo analista ambiental Iran Normande por descumprimento de regras de turismo sustentável: Machado Neto é dono de uma pousada, em Alagoas, que prejudica o manejo de animais em área de proteção ambiental. Pois bem, Iran Normande foi exonerado de sua função no dia 31 de janeiro e a multa foi cancelada!…

4- O MEC foi pego de surpresa por Damares Alves: ela já recebeu proposta de texto de medida provisória a ser apresentada à Casa Civil do governo sobre Educação Domiciliar. O texto foi preparado pela Associação Nacional de Educação Domiciliar (ANDE). Como se trata de tema voltado para o contexto familiar, Damares encampou a proposta, atropelando o MEC. Aliás, essa ação já estava prevista no ministério de Damares entre as 35 metas de governo divulgadas para serem cumpridas nos cem primeiros dias. Será mais um cavalo de Troia deste (des)governo.

5- Maria Eduarda Mostaço, apenas graduada em Direito e com 27 anos, é nomeada pelo ministro da Educação coordenadora-geral da formação de professores da recém-criada Secretaria de Alfabetização do MEC. Mostaço não tem experiência na área de gestão pública nem de Educação: é apenas defensora do projeto Educação Domiciliar.

6- Aliás, Ricardo Vélez Rodríguez, ministro da Educação, resolveu ocupar o trombone da ignorância do atual (des)governo (talvez para revezar com a companheira Damares Alves): insistiu duas vezes em desacreditar o programa Universidade para Todos e afirmou que a universidade deve se destinar a uma elite intelectual. Por outro lado, e sem razão, enveredou em um bate-boca com o colunista Ancelmo Gois, de O Globo, sobre a retirada de vídeos informativos sobre Marx, Engels, Nietzsche de uma página destinada a surdos no portal do MEC. Gois comprovou que os vídeos foram retirados após 1° de janeiro, o que Rodríguez negou. Em outro flanco, agora nas páginas amarelas da revista Veja, Vélez abriu sua torneira de estupidez contrária à esquerda para falar mal da suposta doutrinação ideológica de professores, para falar que brasileiro age como ladrão ao fazer viagens internacionais, ao defender a Educação Domiciliar.

7- Hamilton Mourão, ‘vice-general’ da República, tem posado de democrata, moderado e conciliador. Algo se passa nos bastidores do governo Bolsonaro!… É visível o descompasso entre Mourão e o núcleo duro do governo, reunidos em torno da ‘famiglia’ e da Casa Civil. Mourão aparenta estar isolado, opinando e posicionando de maneira distinta aos correligionários de governo, revelando certa autonomia para opinar e afastando-se de posições mais conservadoras. Algo realmente está acontecendo em surdina!

8- Por falar em Hamilton Mourão, a Folha de S.Paulo divulgou que o ministro das Relações Exteriores está sendo tutelado por generais. Ernesto Araújo, o diplomata sem experiência em administração de missões externas, tem sido acompanhado de militares desde 4 de janeiro, quando assinou documento com o Grupo de Lima em que se prevê, entre outras coisas, a “suspensão de cooperação militar com a Venezuela”. Essa medida é considerada indevida pelos militares brasileiros, que veem no contato com os militares venezuelanos a única possibilidade de averiguar e conhecer em detalhes a real situação da Venezuela. Enfim, no grande time de despreparados montado por Bolsonaro, Araújo é alvo interno de chacota entre militares e de vergonha entre estrangeiros.

9- Finalizamos com algo terrível, que apenas confirma o tom de periculosidade da administração federal: Carlos Humberto Manatto foi nomeado por Bolsonaro para o cargo de Secretário Especial para a Câmara dos Deputados na Casa Civil. O capixaba Manatto, ex-deputado federal, foi integrante da Scuderie Le Cocq, braço do Esquadrão da Morte no Espírito Santo. Só nesse estado, a Scuderie matou 1.500 pessoas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s