Lixo orgânico

“Porque o mal é o que sai da boca do homem.” – Quem, com mais de 35 anos, não cantou a letra da música de Pepeu Gomes ou a ouviu sendo cantada por Baby Consuelo? Quem não a reconhece, hoje, como representação da realidade quando ouve um suposto presidente da República falar? Quem não enxerga/ouve na boca-cloaca do Coiso as falas mais estapafúrdias, não condizentes a um Chefe de Estado?

À época da facada e durante o longo período do uso da bolsa de colostomia, o espaço virtual sofreu uma derrama de memes relacionando o cérebro e o intestino grosso do Capitão da maneira mais óbvia possível. Pelas últimas declarações desse ser inominável, há como negar essa relação direta?

Vamos lá: na manhã de quinta-feira, 25, a sumidade presidencial declarou, posicionando-se sobre a recusa do Museu Americano de História Natural, de Nova York, em sediar a homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA: “O Brasil não pode ser um país do mundo gay, do turismo gay. Temos famílias.” Não satisfeito com essa fala, com a expressão obtusa que lhe é peculiar, manteve a ligação direta cérebro/intestino: “quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade. Agora, [o Brasil] não pode ficar conhecido como paraíso do mundo gay aqui dentro.”

A partir do momento em que se viu bem posicionado na corrida eleitoral e com chances inacreditáveis de vitória, o Coiso passou a negar ser homofóbico e machista. Mentir em campanhas eleitorais, seja em qualquer espectro ideológico, é ocorrência normal, apesar de não desejável. A fala de quinta-feira deixa claro o que ele nega ser: além de homofóbico e machista, é burro, despreparado, desequilibrado. É o típico boquirroto, que deixa um rastro de sujidade por onde passa para que uma fila de assessores (a maioria, generais) limpe/conserte a porcaria expelida.

No mês de abril, o número de vagas ociosas no mercado de trabalho aumentou e já é claro que a taxa mensal de inflação superará desagradavelmente a meta. O Coiso foi eleito sem um programa econômico claro. Além de não entender nada de economia (isso ele confessou com bastante antecedência), o arremedo de programa se sustenta em dois pilares: a reforma da Previdência e a privatização. Fora isso (que não se constitui um programa em si), temos o nada, o vazio, a ausência de gravidade…

Daí ele atira no turismo (cujo ministério, inclusive, é dirigido por um suspeitíssimo dono de laranjal do partido do desbocado), certamente ignorando que apenas o turismo gay cresceu 11% em 2017, com potencial financeiro de fazer girar 418 bilhões de reais no Brasil neste ano.

Mas o que esperar de um ignorante que escolhe para seu segundo ministro da Educação (em apenas cem dias de mandato) um outro ignorante que apenas representa os interesses dos grupos privados de educação? Claro, nada bom é de se esperar, como ficou demonstrado na manhã de sexta-feira, quando os dois manifestaram intenção pusilânime de investir contra a formação em Sociologia e Filosofia, atacando as universidades que oferecem esses cursos de graduação. O raciocínio é por demais rasteiro e revelador de desconhecimento e de preconceito: “A função do governo é respeitar o dinheiro do contribuinte, ensinando para os jovens a leitura, escrita e a fazer conta e depois um ofício que gere renda para a pessoa e bem-estar para a família, que melhore a sociedade em sua volta.”

O capitão reformado aos 33 anos utiliza a régua militar para ajustar a realidade à sua visão (restrita) de mundo: escolas militares talvez se limitem mesmo àquela intenção básica: ler, escrever, fazer conta, trabalhar – ficar estacionado nisso, não pensar, não refletir, não desejar ir além.

O quarto mês de desgoverno está sendo completado dessa maneira, entremeado a uma série de desencontros ao redor – intervenções filiais nos interesses de governo, intervenções de um habitante do estado da Virgínia (EUA) em diversos ministérios, desentendimentos e cabeçadas do Coiso com seu vice, inabilidade/incapacidade para formar uma base parlamentar de sustentação do governo, desorganização em ministérios centrais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s